Masterizando “Carbono” do Lenine.

Produzido por Lenine, Jr. Tostoi e Bruno Giorgi, que também foi o eng. de mixagem, Carbono é o novo projeto do Lenine, que foi masterizado aqui na Classic Master no Inicio de Abril.

Eu estava com uma expectativa muito grande em relação a esse projeto, pois os álbuns do Lenine sempre tem uma sonoridade única, com os graves bem fortes e arranjos bem densos e elaborados, como aconteceu com o CD “Chão”, ou seja, o som é sempre muito bom!

Depois de um papo bem descontraído tomando um bom café, começamos a sessão de masterização ouvindo primeiramente no Pro Tools, todas as músicas mixadas pelo Bruno já na sequência proposta pelo Lenine e depois, passamos algum tempo discutindo sobre a estética sonora e os aspectos emocionais do projeto. Com base nessas informações, eu montei uma estratégia para a masterização.

Jr. Tostoi, Bruno Giorgi, Lenine e Carlos Freitas durante a masterização do CD Carbono.

O CD Carbono é muito interessante do ponto de vista sonoro porém desafiador do ponto de vista técnico, pois mistura músicas com muita pressão sonora, como a faixa “O Impossível vem pra Ficar”, com  arranjos densos com forte conteúdo nos graves e nenhuma dinâmica com músicas bem suaves, como “Simples Assim”, com arranjos elaborados com muita dinâmica e pouca pressão sonora e esse seria o grande desafio, equilibrar o projeto em relação as frequências e a dinâmica e buscar elementos que pudessem ser explorados do ponto de vista emocional, que pudessem valorizar mais ainda detalhes no arranjo.
Eu dividi as músicas por 2 estilos. Um, com muita pressão, que seria necessário um processamento bem mais forte, e outro, bem mais suave onde seria necessário um trabalho mais no timbre do que compressão.

Comecei a trabalhar nas músicas  que seriam mais processadas, como a faixa Grafite, testando diferentes ajustes e opções de equalização e compressão, comparando e variando o efeito do processamento entre os equipamentos a válvula da Manley, o compressor “vari mu” e o equalizador “massive passive” e os equipamentos transistorizados da maselec MEA_2 e MLA_2.

No final, chegamos ao resultado que queríamos, especialmente nos graves e nos médios, com os equipamentos da maselec para as músicas com bastante pressão sonora e para as mais suaves, uma mistura de transistor com o equalizador da maselec e válvula com a compressão do Manley.

No final, a tensão contida em algumas canções foram acentuadas e a leveza dos arranjos em outras foram preservadas e o CD Carbono ficou equilibrado e com a sonoridade desejada pelo Lenine.

Eu acho o Carbono, um grande projeto, bem ao estilo Lenine! Produção impecável aliado a uma mixagem ousada!

Eu pedi ao Bruno, que falasse um pouco sobre o processo de mixagem e da master:

Jr. Tostoi e Bruno Giorgi, durante a masterização do CD Carbono.

Optei por mixar na SSL Axiom pela facilidade de ter equalizadores e compressores por canal, por sentir o mixbuss bastante limpo e, principalmente, por gostar do pan-law dessa mesa. Porém, prefiro acreditar que chegaríamos a um resultado igual ou igualmente satisfatório em qualquer outro sistema.

O que mais me agradou na master foi a coesão final do disco. Há momentos de dinâmica baixa e momentos de dinâmica inexistente de tão alto… Acho que conseguimos dosar bem o fator loudness X timbre.

Também gostei bastante da coloração que o disco ganhou. Tanto a equalização como a compressão usadas fizeram surgir a sensação de impacto nas médias altas que foi muito benéfica para o disco”

“Carbono” Lenine (2015)
Produzido por Lenine, Jr. Tostoi e Bruno Giogi
Mixado por Bruno Giorgi

1 comentario

Dejar un comentario

¿Quieres unirte a la conversación?
Siéntete libre de contribuir!

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *