Fernanda Takai volta ao cancioneiro de Tom Jobim em DVD gravado em cartão-postal do Rio.

Por Mauro Ferreira G1

Em junho de 2018, quando Fernanda Takai lançou álbum em que deu voz ao cancioneiro do compositor carioca Antonio Carlos Jobim (1927 – 1994), uma gravação em especial sobressaiu entre as 13 faixas do disco O Tom da Takai.

Bonita (Antonio Carlos Jobim, Gene Lees e Ray Gilbert, 1964) soou realmente bela, inclusive por expor a refinada interação entre a musicalidade de Marcos Valle e a de Roberto Menescal, compositores aos quais foi confiada a produção deste disco solo da vocalista do grupo Pato Fu.

Por isso mesmo, soa natural que Bonita seja a música escolhida para ser o primeiro single do registro audiovisual do show baseado no álbum O Tom da Takai.

Na gravação ao vivo de Bonita, o diálogo musical entre Menescal (guitarra) e Valle (piano e teclados) é desenvolvido no arranjo executado pela banda que também inclui os músicos Caio Plínio (bateria), Diego Mancini (baixo), Fernando Merlino (teclados) e Thiago Delegado (violão).

Capa do single ‘Bonita ao vivo’, de Fernanda Takai — Foto: Divulgação

Disponível desde sexta-feira, 8 de novembro, o single Bonita ao vivo chega ao mercado fonográfico duas semanas antes do álbum e DVD O Tom da Takai ao vivo, cujo lançamento está programado para 22 de novembro pela gravadora Deck.

Feita em julho deste ano de 2019, a gravação ao vivo do show aconteceu em ambiente intimista, em hotel do Rio de Janeiro (RJ), cidade natal da Bossa Nova, com vista para o mar.

A intenção foi ambientar o show em cartão-postal que remeta às origens da música do carioca Jobim. “Essa paisagem remonta aos tempos do surgimento da Bossa Nova. Mar, montanha, céu, amigos tocando juntos de um jeito bem despretensioso, num lugar lindo”, descreve Fernanda Takai.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *