“Happen” do Cantor Colombiano Esteban Mick revive o synthpop dos anos 80.

monday.com

“Happen” do Cantor Colombiano Esteban Mick revive o synthpop dos anos 80.

O tema bilíngue faz parte de um EP que será lançado este ano.

Termina o mês de março e fecha uma temporada de interessantes lançamentos musicais. O ano de 2019 surpreendeu com a diversidade de músicas que chegaram aos nossos ouvidos, oferecendo um imenso catálogo de sons e composições. Poucos artistas / grupos estão lançando álbuns ou EPs e estão focados em apresentar novas músicas através de singles. 

O desafio em uma era digital em que o imediatismo é o protagonista é criar faixas que consigam permanecer nas mentes dos ouvintes por pelo menos um ano inteiro. Com tanto problema político na Colômbia, é necessário fazer uma pausa e dar play aos artistas que estão por aí tentando criar pistas que possam se tornar parte da história musical do país.

“Happen” – Esteban Mick 

Quem está por trás?  Mick era um membro e criador de “Oh Laville”, mas depois de um tempo ele decidiu começar como solista, encontrando um estilo que combina perfeitamente com o que ele representa como artista. Desde 2012, ele está lançando músicas, Tem um EP chamado Paisajes e, durante todo o ano de 2019, fará a estréia do “Travelling in Time”, seu segundo EP.

Como isso soa? As tendências se repetem e nessa trilha Esteban se refugiou em sons que eram amplamente utilizados há mais de 30 anos. O synthpop sensual está presente no Happen, com uma série de sons experimentais que o artista explorou no estúdio. 

Sobre o vídeo o que? Através do vídeo, o cantor e diretor Miguel Silva, da Shambo Films, quis mostrar como os seres humanos são relacionados por meio de telas. O vídeo tem uma configuração retro que complementa perfeitamente os sons da música. 

Quando escutar? Quando você encontra seu parceiro e beija devagar e com paixão.

Confira o Clipe de “Happen”, masterizado aqui na Classic Master por Carlos Freitas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *